10 homens de cabelos brancos e grisalhos

Hey silver folks!

Como já se sabe, a intensidade da cor do cabelo depende da presença de melanina, um pigmento de cor castanha (que pode se apresentar negro quando concentrado). Com a idade, os melanócitos, células responsáveis pela produção do pigmento, tendem a perder a capacidade de produzí-lo. Aí a gente te pergunta: vocâ acha mesmo ruim?! Para a AFF, os cabelos brancos ou grisalhos podem carregar muita autenticidade, mas tem que saber aproveitar!

E, a fim de inspirar homens maduros (que carinhosamente chamamos de ageds), separamos 10 ícones de estilo, entre atores, estilistas, modelos e jornalistas, que já assumiram os fios prateados, tanto na vida real quanto em atuações. As barbas não poderiam ficar de fora, é claro. Dá uma olhada na lista.

10 homens com cabelos brancos e grisalhos

1. Aiden Shaw – um modelo de 49 anos, músico e autor, que já fez trabalhos como ator. Já falamos sobre o estilo de Aiden aqui.

Aiden Shaw - Cabelo branco para homens

2. Andreas Von Tempelhoff – modelo na casa dos 50, modela deste 1999.

Homem cabelo grisalho

3. Alessandro Manfredini – 47 anos, já perdeu tudo em um incêndio, mas deu a volta por cima e hoje é ícone de estilo, idealizador de projetos sociais, além de designer e escultor. Está na lista “10 ageds fashionistas para acompanhar”.

Cabelo grisalho homem estiloso - Alessandro Manfredini

4. Rupert Graves – 51 anos, ator, conhecido atualmente por seu papel na série Sherlock.

Rupert Graves - cabelos grisalhos para homens

5. Jeffrey Dean Morgan – 49 anos, conhecido por atuar nas séries Supernatural, Grey’s Anatomy e Weeds e em filmes como P.S. I Love You, Watchmen e The Resident.

Jeffrey Dean Morgan - Homens de cabelos grisalhos

6. Anderson Cooper – 47 anos, jornalista e escritor estadunidense, ganhador de um prêmio Emmy na categoria de jornalismo. É o principal âncora do programa da CNN Anderson Cooper 360°.

Anderson Cooper - homens de cabelos brancos

7. Miles Better – é modelo e tatuador em Sydney – especialista em tatuagens japonesas.

Miles Better -  cabelo grisalho para homens

8. John Slattery – 52 anos, ator americano que já participou de várias séries televisivas, como Desperate Housewives, Will & Grace e Mad Men.

John Slattery - cabelos brancos para homens

9. Jeff Bridges – 65 anos, ator, produtor, cantor e compositor! Protagonizou filmes como The Last Picture ShowTron, Starman, The Fabulous Baker Boys, The Fisher King, Fearless, Iron Man, Crazy Heart e outros.

Jeff Bridges - Cabelos grisalhos para homens

10. Domenico Gianfrate – ícone de estilo, dono de um dos maiores showrooms da Itália: Gianfrate Rappresentanze.

Domenico Gianfrate - cabelos grisalhos para homens

Desde que a falta de melanina não prejudique a sua saúde, nós, com certeza, apoiamos um belo hairstyle com cabelos brancos ou grisalhos! E aí, adota ou não adota?

Vale ressaltar que a idade não é a principal responsável pelo surgimento dos fios brancos, o estresse e a hereditariedade também podem ser co-responsáveis.

Para mais estilo e comportamento, curta nossa página no Facebook, siga-nos no Instagram e inscreva-se no nosso recém criado Canal do Youtube.

Fotos: reproduções

Ladies Only com Food Trucks em Curitiba

Hello, Folks!

No próximo sábado (9) Curitiba será palco de mais um evento de moda – desta vez com direito a Festival Gastronômico de rua! Mais de 40 marcas famosas estarão reunidas para a quarta edição do Ladies Only, e o melhor: oferecendo descontos de até 70%! O evento será realizado no Espaço ZAF (Rua Jacarezinho, 1232 – Mercês), das 10 às 20h, e os visitantes encontrarão roupas, bijus, calçados e acessórios de marcas como Dress&Co, Saad, OhBoy, Skazi, Carina Duek, entre outras.

Ladies Only com Food Trucks em Curitiba

Além de toda a estrutura para as compras, o bazar também contará com uma praça de alimentação composta por 9 food trucks de Curitiba:

Em parceria com a marca Happy Things, um litro de leite será doado para uma instituição de crianças carentes a cada ingresso vendido. A entrada vai custar R$ 10. O público poderá ainda degustar os sucos detox da Green Five, bem como participar de sorteios e aproveitar o espaço de beleza Mary Kay que será montado no local!

Homens, não se preocupem: o evento vai oferecer um espaço dedicado aos que não vão às compras.

Como nós somos apaixonados por moda – e food trucks – não poderíamos deixar essa dica passar! Aproveite o sábado e chegue cedo para as compras.

4ª edição Ladies Only

  • Espaço ZAF – Rua Jacarezinho, 1232 – Mercês
  • 9 de maio
  • 10h às 20h
  • Entrada: R$ 10

Para mais dicas de estilo e gastronomia, curta nossa página no Facebook, siga-nos no Instagram e inscreva-se no nosso recém criado Canal do Youtube.

“Revival setentinha”: AFF na M MAG Inverno 2015

O mood “setentinha” está mais forte do que nunca. A década mostrou as caras nos desfiles primavera-verão e norteia agora a moda inverno 2015. As golas rolês, as estolas de pele e as calças boca-de-sino já marcaram diversas coleções passadas, mas parecem agora ter ainda mais vigor. As coleções Fall-Winter 2015/2016, apresentadas em fevereiro nas passarelas internacionais, carregam o espírito livre e descomprometido da época, inclusive! – A intuição dos estilistas brasileiros, então, estava certa!

Dentre os nomes que mais marcaram o estilo de vida – e de vestir – da época estão Jane Birkin, Françoise Hardy, Rachel Welch, Brigitte Bardot, Barbra Streisand e Meryl Streep. Se fossemos listar todas as influenciadoras da década, a lista seria maior com certeza. Hoje, tais musas estão na casa dos 60, 70 e 80 anos de idade; e continuam com vidas bem ativas.

Jane (68 anos), atriz e cantora inglesa que viveu na França, inspirou a primavera-verão Louis Vuitton e virou referência geral, inclusive para os invernos (de norte a sul). Com seu ar atrevido e andrógino, a musa foi parte atuante da revolução sexual dos anos 60/70, gerou polêmica por seu relacionamento com o boêmio Serge Gainsbourg (muito feio, de acordo com as sinceras línguas) e se transformou numa verdadeira influenciadora (mesmo usando camisa masculina com cara de “dormi na casa do namorado”). Veio dela a camisaria, a bota de cano alto com casacão fechado ou vestido acima do joelho, a calça flare e o boho chic com chapéu de feltro.

Moda anos 70 no inverno 2015

Mas por que é que o espírito “livre” está em revival agora? Alguns profissionais da moda e das artes, como Luisa Pimenta (estilista da Mork), Karla Seabra (gerente de divisão Estilo e visual merchandiser da Marisa), Priscilla Simões (estilista da Lebôh) e Dennis Nothdruft (curador-chefe do museu londrino) concordam: o mundo atual está passando por mudanças, assim como na década de 70. Em entrevistas para os portais BBC Culture e UOL Mulher, entre fevereiro e março deste ano, os profissionais declararam que uma nostalgia está sendo revivida e a antiga busca por liberdade tem vindo à tona. O período foi marcado por recessão econômica, crise do petróleo, por ideias progressistas; foi um momento da história em que os jovens se reuniram para contestar e para protestar por seus anseios – mera coincidência? O cenário social, político, econômico e cultural de qualquer região está diretamente ligado ao jeito de se portar e vestir da sociedade. Através da moda, as pessoas conseguiam – e ainda conseguem – mostrar atitudes e convicções.

É claro que o estilo se reformulou, afinal já se passaram 40 anos; e é assim que funciona. Os elementos que mais marcaram o visual da época hoje aparecem, às vezes, fragmentados e combinados a outros. Permanece a essência: o boêmio, o hippie, o dândi, o disco e tendências que representam a valorização das experiências humanas, a recuperação do feito à mão, o romantismo e a fuga da saturação tecnológica e digital.

Leia mais:

Moda anos 70 no inverno 2015

Jaque Roeher, uma das idealizadoras da Aged Fashion Folks, para a M MAG – Inverno 2015.

A vida aos 40 anos, com Pesch

Com o propósito de espalhar a ideia de que a palavra “envelhecimento” precisa ser repensada, hoje damos start a uma série de vídeos e photoshoots que estrelam homens e mulheres com mais de 40 anos! Mostraremos ao mundo estilos de vida que merecem ser compartilhados e seguidos. O curitibano Marcos Pesch [40 anos] é o protagonista do primeiro vídeo Aged Fashion Folks [AFF] – Estilo não envelhece.

Pesch, como é conhecido, é Skatista, CrossFit Coach e um apaixonado por dogs e cafés! Curte cinema, “desses que trazem coisas da vida normal”, afirma, como o Argentino e o Francês; admira Buenos Aires, principalmente os “buraquinhos”, como bares e cafés tradicionais escondidos pela cidade, onde os moradores parecem levar uma vida mais tranquila. Além disso, mói o próprio café e conhece vinhos – fez cursos na área e já conheceu as vinícolas do Chile. Mas nem sempre foi assim.

A vida aos 40 anos, com Marcos Pesch

Marcos pegou a ditadura, cresceu com movimentos sociais, como o punk e o metal e viveu conflitos com os skinheads! Esta era a cena – não só curitibana. Dos 14 aos 25, adquiriu fama de brigão. Viveu o skate punk de 85, quando usou muito all star e calça rasgada, mas nunca foi ligado à moda. [Como aquela velha história: a antimoda logo se tornou a moda, já que depois disso todo mundo aderiu naturalmente ao visual.] Com o próprio dinheiro, fez a primeira tattoo aos 18, e depois não parou. Seus desenhos são, em sua maioria, preto e brancos. Pesch foi até comentarista musical, fez diversas resenhas de EPs da cena metal paranaense. Depois disso estudou teologia e trabalhou muito na igreja [nasceu em lar cristão].

A vida aos 40 anos, com Marcos Pesch

Atualmente o protagonista da AFF colhe um estilo de vida que começou a plantar aos 26. Tem 30 anos de skate [foi profissional de 97 a 2005 e em 2009 passou a participar de eventos master], já fez Downhill, cursou Educação Física e incorporou a paixão pela bicicleta, que veio antes do skate, ao dia-a-dia. É um dos CrossFit Coach mais “velhos” – um dos primeiros a trazer a modalidade para Curitiba, hoje atua na WIDIA – e acorda todos os dias às 5h da manhã.

A vida aos 40 anos, com Marcos Pesch

Marcos Pesch: 8 declarações

Antes de dar o play, que tal uma olhada nas 8 declarações mais marcantes do convidado AFF da vez? Garantimos, vale a pena conferir – e se inspirar!

  1. “A idade parece limitar conquistas em campos específicos, como na prática esportiva, apesar disso, os 40 determinam o início da maturidade, inclusive profissional.”
  2. “Me alimento direito desde os meus 26 anos. Prefiro mais o que a natureza oferece; como muita fruta, verdura, legume e nada muito processado.”
  3. “Só uso açúcar orgânico – e pouco. Como pouca carne vermelha, pouco carboidrato à noite e não tomo refrigerante.”
  4. “Não como MC Donald’s desde os 19!”
  5. Ao perguntarmos se ele sentiu “o peso dos 40”, a resposta foi: “Não, evoluí muito, hoje sou mais paciente. Não perdi o espírito aventureiro, mas tenho mais paciência para certas coisas. Amadureci, tipo whisky, inclusive no skate.” – acerta mais manobras, tem mais velocidade e anda em muito mais terrenos hoje do que aos 30.
  6. “Hoje sou mais magro do que aos 30.”
  7. “Você vai deixando a estética um pouco de lado. Aquela questão de ter ‘tanquinho’ não importa, não é preciso carregar muito músculo.”
  8. “Sempre tive alguma sujeira na cara e há 1 ano e meio deixei a barba crescer.”

Direção, filmagem e edição: Rob AbreuProdução: Aged Fashion Folks

A música sempre esteve presente no estilo de vida de Pesch, que hoje curte Johnny Cash, mas ainda ouve muito metal. “No dia a dia ouço ‘pancadaria’, principalmente para treinar, mas curto muitas coisas hoje, como jazz, música eletrônica, até um samba raiz. Para andar de skate escuto algo mais ‘susse’.”

Seus 3 dogs são: Fidel (do filme “A culpa é do Fidel”),  Cash (homenagem ao cantor) e o Yako (que vem do nome bíblico Jacó).

Prefiro muito mais os 40. Agora quero chegar aos 50 da mesma forma. – Marcos Pesch

Fotos: Caroline Kwasnicki/ Aged Fashion Folks

Para acompanhar os novos vídeos e os primeiros photoshoots, curta nossa página no Facebook, siga-nos no Instagram e inscreva-se no nosso recém criado Canal do Youtube.

Jordana e Maria João Brewster na nova campanha da Pond’s

A nova campanha da centenária Pond’s está muito amor! Jordana Brewster, uma das protagonistas da franquia Velozes e Furiosos, é o novo rosto da marca de cosméticos. Logo em sua primeira campanha ela conta com uma participação muito especial: sua mãe, Maria João Brewster. 

Maria João nasceu no Panamá, mas viveu por quatro anos no Brasil! A ex-modelo brasileira já é avó, mas não revela sua idade – e a sua aparência dificulta a adivinhação. Até hoje ela é a única modelo brasileira a ter sido capa da famosa edição roupas de praia da revista Sports Illustrated de 1978. Em uma entrevista recente, disse que não se importa em ser mais conhecida agora como a mãe de Jordana Brewster – lembrando que a atriz está nas telonas com o filme Velozes e Furiosos 7.

Jordana e Maria João Brewster

Curiosidade – Maria João contou que até hoje conversa com Jordana em português, idioma oficial de todas as conversas em sua casa! As duas estão lindas juntas na campanha e mostram uma sintonia incrível, não acham?

Jordana e Maria João Brewster na nova campanha da Pond's

Confira alguns dos vídeos lançados pela Pond’s, em que em que elas conversam sobre a relação das duas, e também sobre algumas dicas de beleza!

My mom is here to help me break the news: I’m the new face of Pond’s!  (Minha mãe está aqui para me ajudar a dar a notícia: eu sou o novo rosto da Pond’s!)

Oh my gosh, my mother is really, really stunning! (Caramba, minha mãe é realmente deslumbrante!)

Siga-nos também no Facebook e no Instagram e fique por dentro de outras novidades.

Fotos: divulgação

Tea Time: aulas de inglês para maiores de 50 anos

Hello, folks!

Olha só o que a equipe da AFF descobriu [viemos correndo aqui contar]. Perto da Praça na Espanha, ali na Alameda Presidente Taunay, em Curitiba, está a Tea Time, uma escola de inglês que atende apenas pessoas com mais de 50 anos! Com o lema “nunca é tarde para aprender”, eles trabalham com grupos ou aulas particulares em um ambiente criativo e exclusivo.

Tea Time: aulas de inglês para maiores de 50 anos

Para entender a proposta de ensino da escola, fomos ao encontro das sócias Taíza e Renata (Victor Curi, que não estava presente, também é um dos sócios), que nos contaram que a Tea Time já existe há 5 anos e é a única no Brasil focada em receber homens e mulheres com mais de 50! Devido a grande procura, já mudaram a sede para um espaço maior, a fim de atender aos 105 alunos com mais conforto. A escola possui decoração descontraída e bem aconchegante, além de contar com um planejamento pedagógico que deixa os alunos mais à vontade com a disciplina. O Book Club (Clube do Livro), por exemplo, está entre as atividades preferidas do público! Os exercícios ajudam na fixação e no aprendizado, além de motivarem os ageds a estudarem o novo idioma – vale lembrar que estas são aulas complementares. Em sala, os professores também utilizam livros, seguindo uma metodologia de ensino.

Tea Time: aulas de inglês para maiores de 50 anos

Taíza Lombardi e Renata Gardiano, sócias e também professoras da Tea Time

Uma ótima oportunidade para quem busca mais liberdade em viagens internacionais, para quem quer aprender algo novo, quer conhecer novas pessoas, cantar no chuveiro sem errar a letra ou ler reportagens e textos em inglês. Você aprende e ainda exercita seu cérebro e fortalece sua personalidade! Afinal, ter um segundo idioma é cada vez mais vantajoso - e nunca é tarde para estudar, certo? Assim como o estilo, a vontade de aprender também não tem idade!

Tea Time: aulas de inglês para maiores de 50 anos

Na Tea Time as turmas são de, no máximo, 8 pessoas, o que, sem dúvidas, facilita o processo de aprendizagem. Os alunos também podem optar por aulas particulares ou por cursos que se venham de encontro a necessidades específicas, como os regulares, os mini-cursos especiais – com temas variados, são chamados de workshops e acontecem em Julho – ou a conversação e manutenção do inglês.

Tea Time: aulas de inglês para maiores de 50 anos

Outras vantagens da Tea Time:

  • Aulas de inglês focadas em assuntos específicos, como culinária, arte, viagens, história, literatura, músicas e muito mais;
  • Aulas que acontecem fora da sala de aula, uma vez por semana, para colocar o inglês em prática;
  • Biblioteca no local para estudos;
  • Teste de nivelamento disponível no próprio site.

Tea Time: aulas de inglês para maiores de 50 anos

Atividades fora da sala de aula são muito incentivadas

Gostou? Que tal uma visita na Tea Time para conhecer melhor a escola e seus métodos? Nós da Aged Fashion Folks adoramos e apoiamos a proposta, que tem tudo a ver com a gente! Siga-nos também no Facebook e no Instagram e fique por dentro de outras novidades.

*Não é publipost!

Tea Time

  • Alameda Presidente Taunay, 540 – Curitiba – PR
  • (41) 3203-9727

Fotos: Caroline Kwasnicki para Aged Fashion Folks

Festival Drink Good Coffee

Para os amantes de um bom café, Curitiba chega com uma novidade quentíssima. Começa hoje na cidade a primeira edição do Festival Drink Good Coffee. O movimento que nasceu na cidade une de grandes apreciadores de cafés especiais – entre donos de cafeterias, consumidores e baristas.

Festival Drink Good Coffee Curitiba

Com o objetivo de divulgar a cultura do café no cenário local, o festival permite que o público participante tenha uma experiência multissensorial, conhecendo novos lugares, métodos de preparo e, principalmente, a qualidade dos cafés nas casas especializadas que participam do movimento.

Festival Drink Good Coffee Curitiba

As cafeterias que participam do movimento #drinkgoodcoffee atendem algumas qualificações bem bacanas, olha só:

  • Trabalham exclusivamente com cafés especiais;
  • Possuem profissionais qualificados;
  • Possuem os equipamentos corretos para a extração de um bom café;
  • São preocupados em divulgar da melhor forma o segmento de cafés especiais.

Festival Drink Good Coffee Curitiba - expresso 2222

Até o dia 26 de abril você poderá visitar as cafeterias que prepararam um menu promocional, com novas combinações e harmonizações. Os preços variam entre R$ 7 e R$ 25, e o menu você pode conferir no site do festival. Confira as 18 cafeterias participantes e escolha a(s) sua(s):

  • Allez Allez Café Bistrô
  • Arte e Letra
  • Artesanilo Café Bistrô
  • Bisa Basilio Café
  • Black Coffee
  • Brooklyn Coffee Shop
  • Café Catedral
  • Degusto Café
  • Espresso 2222
  • Exprèx Caffè (Centro)
  • Exprèx Caffè (Batel)
  • Exprèx Caffè (Puc-PR)
  • Le Mundi Livroteca
  • Lucca Cafés Especiais
  • New York Café
  • Rause Café + Vinho – Centro
  • Rause Café + Vinho – Nex
  • Rause Café + Vinho – Spot

Festival Drink Good Coffee Curitiba

Festival Drink Good Coffee Curitiba

Nós da Aged Fashion Folks não vamos ficar de fora dessa, e você? Siga-nos também no Facebook e no Instagram e fique por dentro de outros eventos e tendências.

Fotos: divulgação.

Festival Drink Good Coffee

Cinema: 5 filmes com Ageds

Hello, folks!

Hoje a conversa é com quem gosta de cinema. Nós da AFF somos apaixonados por filmes, por isso resolvemos listar alguns que têm ageds de sucesso como protagonistas. Entre comédia e ação, separamos 5 filmes com roteiros bem interessantes – e alguns até mesmo inspiradores. Escolha seu filme, prepare a pipoca e se aconchegue no sofá!

  • O Exótico Hotel Marigold

Judi Dench, Tom Wilkinson, Maggie Smith, Bill Nighy, Penelope Wilton, Celia Imrie e Ronald Pickup vivem na trama um grupo de britânicos que quer curtir a aposentadoria em um luxuoso resort na Índia. Eles ficam encantados com o exótico destino e se impressionam com as imagens do recém restaurado Hotel Marigold. Ao chegarem, percebem que as coisas não são bem como pareciam ser e, com o tempo, descobrem encantos inesperados e vivem experiências únicas. Uma história apaixonante!

O Exótico Hotel Marigold

O Exótico Hotel Marigold

  • Alguém tem que ceder

Uma comédia romântica bem gostosa e madura! Jack Nicholson e Diane Keaton protagonizam o filme e irão te render boas risadas. Jack é Harry Sanborn, um executivo que atua no ramo musical e namora a filha de Erica (Diane), que tem idade para ser sua filha. Harry e Marin (Amanda Peet) fazem uma viagem para a casa de praia da Erica, e é lá que toda a trama – e a história de Harry e Erica – começa. Harry sofre uma parada cardíaca e fica impossibilitado de viajar, tendo assim que ficar sob os cuidados de Erica e do médico Julian (Keanu Reeves). De início, a dupla é cheia de conflitos, mas, aos poucos, passam a demonstrar sentimentos um pelo outro.

Alguém tem que ceder

  • RED – Aposentados e Perigosos

Como o próprio nome sugere, nesse filme você encontrará muita ação com Bruce Willis, Morgan Freeman, John Malkovich e Helen Mirren. Bruce Willis é Frank Moses, um ex-agente da CIA que, agora aposentado, tenta levar uma vida normal. Frank costuma conversar por telefone com Sarah (Mary Louise Parker), mesmo não a conhecendo pessoalmente. Certo dia, a casa de Frank é invadida por agentes da CIA, e mesmo sem entender a situação, ele logo deduz que estão atrás de Sarah. Para protegê-la ele precisa entender o motivo do ataque e, para isso, recorre aos seus antigos companheiros: Joe (Morgan), Marvin (John) e Victoria (Helen), também já aposentados. Para os que gostam de um bom filme de ação, esse não pode faltar na lista!

RED - Aposentados e Perigosos

RED - Aposentados e Perigosos

  • Antes de partir

Um roteiro emocionante e também muito inspirador. Morgan Freeman interpreta Carter Chambers e é um homem simples que há 46 anos trabalha como mecânico. Ele é submetido a um tratamento de câncer e, ao sentir-se mal no trabalho, é internado em um hospital. Lá conhece Edward Cole (Jack Nicholson), um homem excêntrico, que é o dono do hospital. O rico empresário, também com câncer, acaba ficando no mesmo quarto que Carter e descobre, depois de ser operado, que possui poucos meses de vida. No início os ageds não se dão bem, mas começam a construir uma bonita amizade. Carter escreve uma lista com desejos que gostaria de realizar antes de morrer. Ao ver essa lista, Edward propõe que, juntos, eles aproveitem os últimos meses de vida. Você vai se emocionar, mas provavelmente dará boas risadas com essa dupla que acaba viajando o mundo!

Antes de partir

  • Última viagem a Vegas

Filmes que acontecem em Vegas não faltam, mas esse conta com um elenco especial. Billy (Michael Douglas), Paddy (Robert de Niro), Archie (Morgan Freeman) e Sam (Kevin Kline) são amigos de infância que em breve irão aprontar algumas em Las Vegas. Billy é o solteiro do grupo que decide se casar com sua namorada. Para uma clássica despedida de solteiro, os amigos vão para Vegas com o objetivo de reviver a juventude. Chegando lá, percebem que algumas coisas estão bem diferentes do que há algumas décadas. Vale a pena assistir a esta trama com elenco amigável e super bacana!

Última viagem a Vegas

O que achou da lista? Quer indicar mais algum filme para nós? Deixe nos comentários!

Siga-nos também no Facebook e no Instagram e fique por dentro de conteúdos de moda e comportamento.

Fotos: divulgação

Erwin Olaf: projeto Maturidade

Para nós do Aged Fashion Folks, estilo não envelhece – e sensualidade também não! E o projeto Mature (Maturidade), do fotógrafo holandês Erwin Olaf, procura representar justamente esta ideia.

Retratar questões sociais e tabus é marca registrada de Olaf, sempre preocupado com a composição e em manter um estilo visual sofisticado e conceitualmente provocativo. O fotógrafo possui trabalhos variados, incluindo editoriais de moda. Já trabalhou com muitas modelos internacionais mais jovens, mas no projeto Maturidade questiona a ideia de que a sensualidade só pode ser associada com a juventude fotografando mulheres com mais de 70 anos.

Projeto Maturidade

Erwin Olaf buscou reproduzir nas fotos símbolos sexuais já famosos, mas que até então não haviam sido explorados dessa maneira. Ele buscou inspiração nas conhecidas pin ups: as poses, os looks mais ousados, os cenários, a maquiagem e os penteados fazem referência a esse estilo, muito bem representado pelas ageds clicadas do editorial.

Projeto Maturidade

Segundo uma reportagem publicada em 2001 no site do The New York Times, Olaf trouxe para o seu trabalho as pin ups de Alberto Vargas, um importante pintor peruano conhecido por desenhar mulheres símbolo da sensualidade. No entanto, o ensaio pode ser um divisor de opiniões. Alguns podem considerá-lo inadequado, inclusive. Agora, se você concorda que as mulheres podem ser o que quiserem, independente da idade, compartilhamos da mesma opinião! O ensaio é sensacional, inovador e muito criativo!

Projeto Maturidade

Siga-nos também no Facebook e no Instagram e acompanhe outros ensaios e tendências. Você irá encontrar ainda dicas de estilo, moda e comportamento para homens e mulheres com mais de 40 anos. 

Fotos: Erwin Olaf

Fernanda Montenegro, simples Arlette

Aos 85 anos a atriz brasileira de cinema, teatro e televisão continua sob os holofotes, mas não por conta de alguma nova premiação. Teresa, sua personagem na novela Babilônia, que faz par romântico com Estela (Nathália Timberg), tem fomentado os sites de notícia e redes sociais nos últimos dias. Mas a #AFF quer falar hoje da Fernanda como Fernanda, como profissional, como atriz, como Arlette – just it!

Considerada um dos maiores nomes do palco e da dramaturgia, é a única brasileira já indicada ao Oscar de melhor atriz, nomeada por seu trabalho em Central do Brasil (1998). É também a primeira brasileira a ganhar o Emmy International na categoria de melhor atriz pela atuação em Doce de Mãe (2003).

Fernanda Montenegro

De família humilde – o pai foi mecânico e a mãe dona de casa, seu primeiro emprego na área da comunicação foi como locutora na Rádio MEC, aos 15 anos, depois de ter participado do concurso “Teatro da Mocidade”, que selecionava jovens talentos do radialismo. Na Faculdade Nacional de Direito da UFRJ, que ficava ao lado da rádio, funcionava um grupo de teatro amador; foi neste grupo que Fernanda deu os primeiros passos em direção a atual e consolidada carreira. A partir daí foi levada por seu professor, Adauto Filho, para participar das atividades do Teatro Ginástico, no Rio. Em seguida conquistou seu primeiro papel como rádioatriz, em “Sinhá Moça Chorou”.

Foi durante o trabalho na rádio que o pseudônimo “Fernanda Montenegro” foi adotado. Vale ressaltar que o emprego nem sempre era remunerado, então, para obter alguma renda, a atriz dava aulas de português para estrangeiros no Berlitz (curso de secretariado que frequentou por 4 anos). Se fossemos descrever cada passo desta “dama do teatro”, escreveríamos muitas linhas, afinal são mais de sessenta anos de carreira! (Para quem quer saber mais, deixamos links bem bacanas no final deste post.)

Fernanda Montenegro

Vale saber

  • Em 1999 foi condecorada com a maior comenda civil do país, a Grã-Cruz da Ordem Nacional do Mérito, “pelo reconhecimento ao destacado trabalho nas artes cênicas brasileiras”, entregue pelo então presidente Fernando Henrique Cardoso.
  • Em 2013 foi eleita a 15ª celebridade mais influente do Brasil pela revista Forbes.
  • Dois teatros e uma sala no Teatro Leblon levam seu nome.
  • Foi mais de 15 vezes indicada e já recebeu mais de 50 prêmios, somando cinema, teatro e televisão.
  • Viveu mais de 27 personagens no cinema, mais de 39 na televisão e tem mais de 50 peças no currículo.
  • Foi convidada a ocupar o Ministério da Cultura, mas não aceitou, preferindo os palcos.
  • Seu marido, o ator e diretor Fernando Torres, faleceu em 2008 – um dos casais mais longevos e unidos de que se tem notícia. Com ele teve a filha Fernanda Torres e o filho Claudio Torres, ela atriz e ele cineasta.
  • Nome verdadeiro: Arlette Pinheiro Esteves Torres.

Fernanda fala sobre envelhecimento

Fernanda Montenegro sobre envelhever

Fernanda fala e age como uma mulher normal, não gosta de ser considerada a “dama do teatro brasileiro”, nem uma super sábia, ama o que faz e quer que todos vejam seus trabalhos. Em entrevista para a Revista TPM, em junho de 2011, disse que, diariamente, repetia para si mesma: “Como pode eu já ter 80 anos?”. Ela é simples, incansável, trabalhadora, nada afeita a estrelismos e deixa claro que a vida é dura e que envelhecer não é assim tão bacana.

Quando questionada sobre o que a humanidade fez com a velhice, ela responde:

“Esquece. Finge que não está ali. Colocam os velhos no asilo, acham que nunca vão morrer. Cria-se um desrespeito contra aquele que não pode mais investir para o sistema capitalista ou socialista. É como se fosse descartável. Aí, deixam de lado.”

E, sobre a idade, afirma:

“Penso todos os dias. O tempo todo. Não quero ser jovem e não me acho jovem, claro que não. Mas me sinto como um ser humano ativo. Esta palavra, “velha”, bem, deveriam inventar outra porque ela já vem contaminada de coisas como a decadência, a finitude. Os velhos são produtivos, apesar de terem uma sociedade que só cultua o novo. Existem velhos que produzem e muito. Uma pessoa de 80 anos dizer que se sente jovem é mentira. Se você é velho, você tem menos tempo de vida.”

Para o Zero Hora revela que envelhecer assusta sim, e continua:

“Todo dia achar que tem menos um dia de vida assusta. E tem, não é imaginação. Mas digo sempre, tenho essa frase como base: ‘Ainda está bom’. Você às vezes se surpreende: ‘Meu Deus, tenho quase um século’. E você ainda anda, ainda fala, ainda trabalha, ainda te querem.”

Dá pra dizer que Fernanda tem 85 anos? Na opinião AFF, não. A prova de que o viver com intensidade pode proporcionar um “envelhecer” saudável e ativo. E concordamos, deveriam mesmo inventar outra palavra para substituir “velha” – por isso adotamos o “termo” AGED por aqui, bem melhor, não?

Links

Fotos: Murillo Meirelles e reproduções

Siga-nos também no Facebook e no Instagram e saiba sobre outros ícones brasileiros com mais de 40 anos!