Moda masculina: 15 dicas para um armário mais elegante

Apesar da combinação jeans + camiseta branca ainda desempenhar papel fundamental na moda masculina, optar por peças mais alinhadas também pode ser uma ótima opção para quem pretende fugir do basic. Para criar visuais elegantes, você não precisa ser um expert em moda, só precisa sentir-se bem. Além disso, pode contar com as dicas da nossa equipe. Para os ageds, o hábito de vestir-se com elegância não passa de uma pequena mudança em algumas decisões diárias, e o resultado pode ser incrível! Para não cometer as famosas gafes da moda, algumas sugestões caem super bem na hora de escolher as peças e montar um visual mais caprichado. Pensando nisso, montamos uma lista com 15 dicas que todos os homens com mais de 40 anos gostariam de saber. Confira:

  • Evite vestir logos visíveis, principalmente quando estiver vestido formalmente. Você é um veículo do seu próprio estilo e suas escolhas devem retratar isso, não os nomes das “marcas do momento”;
  • Desabotoe o último botão de sua jaqueta ou paletó. Ele não foi feito para ficar abotoado;
  • Sapatos marrons, cinto marrom. Sapatos pretos, cinto preto;

Moda masculina - ternos, blazers, paletós e camisas

  • Cinto ou suspensórios. Nunca cinto e suspensórios;
  • A manga do seu paletó deve ser suficientemente curta para mostrar um pouco da camisa – cerca de 5cm. Para um visual mais harmonioso, tente combinar a quantidade de colarinho aparecendo em sua nuca com o tanto de manga para fora do seu paletó;
  • Sua calça deve terminar nos sapatos, o que evita que você a suje. Tem um pouco de tecido na frente ou atrás do calçado? Sem problemas. Agora, se suas calças caem para os dois lados, é sinal de que estão muito longas;
  • Ternos comprados prontos dificilmente cairão tão bem quanto àqueles feitos sob medida. Portanto, caso compre um terno ou paletó pré-fabricado, garanta que ele passe por um olhar profissional e sofra as alterações necessárias para compor seu look;

Moda masculina - gravata e looks alfaiataria

  • Se decidir usar uma gravata, lembre-se de que ela é apenas um acessório. Assim, combine-a com um terno, paletó esportivo ou, no máximo, um suéter – se gostar de usar camisa com gravata, sem paletó, nem terno ou qualquer outra sobreposição, opte por um modelo bem alinhado, com ótima modelagem e com um toque a mais de estilo. A gravata deve alcançar a linha do seu cinto – uma gravata muito curta ou longa demais pode criar um ar de descuido;
  • Ternos pretos durante o dia? Melhor não. A não ser que seu trabalho e/ou a ocasião exijam;
  • Ainda sobre o terno, sinta-se a vontade para arriscar na escolha das meias, desde que sejam longas – e podem até ser coloridas;
  • Se você optar por usar chapéu – o que é ótimo – tire-o ao entrar em quaisquer lugares;

Moda masculina - sapatos e looks alfaiataria

  • Evite os sapatos de pontas quadradas, eles normalmente não fazem parte de uma composição elegante;
  • Camiseta branca aparecendo por baixo da camisa não é uma opção interessante para um visual refinado. Na verdade, evite usá-las, pois é possível vê-las em quase todas as situações;
  • Evite meias com sandálias e não deixe que elas apareçam ao usar bermudas – a não ser que a intenção seja compor um look mais criativo;
  • Chinelos são ótimos para serem usados na praia, na piscina ou em casa. Para looks elegantes eles realmente não servem.

É importante lembrar que estas dicas não são regras para a moda masculina, apenas sugestões que, se seguidas, podem ajudar a manter um visual primoroso e sem erros!

Siga-nos também no Facebook e no Instagram. Por lá você pode acompanhar várias outras dicas…

Fotos: reprodução | Um post inspirado nos sites: “Put this on” e “Gentleman’s Gazette”.

Eveline Hall: idade não significa nada

Olá, folks! É hora de dar continuidade a nossa série de posts sobre modelos com mais de 40 anos. A musa cheia de talentos, Eveline Hall, foi a escolhida da semana.

Eveline nasceu em meio ao pós-guerra, em 1945, em Berlim, influenciada pela mãe dançarina e pelo pai ator. Desde cedo descobriu sua paixão pelo ballet e, aos 8 anos, já recebia seu primeiro cachê como bailarina. Seguiu carreira na dança, trabalhou como atriz, hoje atua como modelo e ainda sonha em cantar rock, baby!

Eveline Hall: idade não significa nada

A modelo tem milhares de admiradores ao redor do mundo, justamente por ter uma carreira incomum: começou a modelar com, aproximadamente, 65 e hoje, com 69, é uma das modelos mais procuradas. E a pele? Eveline Hall tem uma cútis de dar inveja. Está quase na casa dos 70 e tem pouquíssimas marcas no rosto, o que talvez seja resultado da sua intensa vida de exercícios e treinos como bailarina ou, talvez, e mais provável, seja a genética.

E a pele? Eveline Hall tem uma cútis de dar inveja. Está quase na casa dos 70 e tem pouquíssimas marcas no rosto, o que talvez seja resultado da sua intensa vida de exercícios e treinos como bailarina ou, talvez, e mais provável, seja a genética.

Quanto aos cabelos completamente naturais e grisalhos, Hall afirma estar feliz com cada fio. Para ela é uma marca e a torna conhecida. Em entrevista para o site alemão AMICA, ela diz: “se você tivesse me visto há 5 anos, eu era simplesmente uma “loira-tingida” tornando-se velha, assim como milhares. Então, agora sou especial.” Nesta mesma entrevista, Eveline discorda do antigo estereótipo de que “mulher mais velha fica mais jovem quando tem cabelo curto”. “Never in my life!” (nunca na minha vida!) – diz ela.

Eveline Hall: idade não significa nada

O vídeo a seguir, resultado de um trabalho de junho de 2014 para a empresa ERGO, recebeu o título: “Eveline Hall, sobre sua coragem para mudar”, no qual nossa musa se mostra super natural. Dê o play  e ative a legenda traduzida para o português:

Curiosidade: Eve – porque já nos sentimos íntimos – adora Madoona, mas reprova sua mania fitness: “parece o Schwarzenegger”.

Age doesn’t mean anything…” (idade não significa nada…) – por Eveline Hall – perfeito, não?

Siga-nos também no Facebook e no Instagram. Por lá você poderá acompanhar mais fotos de Eveline e de outras modelos, que mesmo com mais de 40 anos, ainda dominam o mundo da moda.

Fotos: reprodução Mega Model Agency e Pinterest

Aiden Shaw: modelo aos 48

1,86 de altura, olhos azuis, cabelo grisalho e 48 anos: Aiden Shaw é um “modelo quarentão” que representa muito bem os ageds. Com uma beleza madura, em especial pela barba e cabelo sempre bem cuidados e já grisalhos, Shaw é britânico e vai inaugurar nossa série de posts sobre modelos com mais de 40 anos.

Aiden Shaw

Desde os 14 anos Aiden mostrava interesse pelo mundo da moda, quando já tinha uma maneira mais alternativa de se vestir. Inspirava-se nas cenas românticas e no punk, movimentos que se destacaram na época. Mas antes de trabalhar como modelo, o ícone também se envolveu em produções musicais, literárias e em alguns filmes. Já em 2011, qualificou-se como professor de inglês e trabalhou em Barcelona.

Aiden Shaw

Foi também em 2011, depois de posar para a revista GQ (Gentlemen’s Quarterly – revista sobre moda, estilo e cultura para homens), que Shaw foi contratado por uma agência de modelos em Paris. Atualmente ele é representado pela IMG Models, presente em cinco capitais mundiais, e pela Sight Management Studio, em Barcelona.

Aiden Shaw

Seu estilo clássico, visual elegante e seu charme nato acabam refletidos nos editoriais e campanhas. Os ternos, por exemplo, quase sempre fazem parte do seu look, e podem ir do básico e tradicional ao colorido com estampas. Em um mundo repleto de padrões estéticos, e até mesmo limitações com a idade, o galã já modelou para várias publicações e continua fazendo sucesso. Ou seja, Aiden Shaw nos representa!

Aiden Shaw

Siga-nos também no Facebook e no Instagram. Por lá você poderá acompanhar mais fotos do Aiden Shaw e de outros modelos, que mesmo com mais de 40 anos, ainda dominam o mundo da moda.

Fotos: divulgação IMG Models e Sight Management Studio

Workwear: mais do que uma tendência

Ao contrário do que muitos imaginam, a moda masculina pode sim fugir do básico, e o estilo workwear é o nosso exemplo preferido disso. Por definição, e historicamente falando, este estilo conta com trajes especialmente desenvolvidos para tarefas que envolvem trabalhos manuais, como roupas e calçados fabricados para serem resistentes e duráveis para os funcionários. As peças são inspiradas nos antigos trabalhadores “braçais” – fazendeiros, mineradores, funcionários nas indústrias e militares do início do século 20.

Agora, mais do que um “uniforme”, esse estilo já faz parte do dia a dia de muitos homens, inclusive daqueles com mais de 40 anos. Algumas de nossas inspirações aged, por exemplo,o super adeptos ao workwear, como Nick Wooster e Miles Better.

style-estilo-workwear-fashion3

style-estilo-workwear-fashion2

O workwear pode ser uma ótima opção para dias de trabalho (não apenas manuais) e também para um visual mais despojado, já que é composto por peças, em sua maioria, confortáveis, com ótimo acabamento e, claro, de estilo! Dickies, Carhartt, Walls, Wrangler, Red Wing Shoes e Viberg são algumas marcas que fazem sucesso entre os fãs do estilo.

Alguns dos elementos que não faltam na produção workwear:

  • Algodão, ou Cotton Duck;
  • Jeans, seja como jaqueta, calça ou camisa;
  • Flanela, principalmente com a estampa xadrez;
  • Couro;
  • Nylon, poliéster e outros matérias sintéticos que, apesar de não serem comuns à época de origem do estilo, hoje ajudam a compor um visual mais moderno;
  • Work boots“, que são as botas que completam o look, como as da marca Red Wing Shoes;
  • Cabelo, barba e bigode bem feitos também chamam a atenção para o estilo.

style-estilo-workwear-fashion

Para os consumidores desse nicho, a verdadeira relevância está mais na autenticidade da marca e fidelidade aos modelos originais do que na utilidade das peças. Isso acontece porque os produtos de hoje não seguem as normas de segurança vigentes, mas mantêm-se próximos da origem tanto pelos materiais utilizados quanto pelos cortes, modelagens e métodos de fabricação.

Siga-nos também no Facebook e no Instagram. Por lá você pode acompanhar muitas outras fotos inspiradas no estilo workwear.

Fotos: reprodução

Insecta Shoes: estilo em sapatos artesanais

Olá Folks!

Estilo e sapatos andam lado a lado, certo? Então, vocês não podem deixar de conhecer a Insecta Shoes. Com vendas apenas online e com frete grátis para todo o Brasil, a marca apresenta uma proposta diferente, e de muito estilo. Os calçados são veganos, artesanais e muito coloridos, feitos a partir da reutilização de roupas vintage. A marca foi criada por duas garotas, a Pamella Magpali e a Barbara Mattivy, que colocaram em seus produtos, além da preocupação ambiental, muita cor! Quando nos deparamos com este editorial maravilhoso e quem tem tudo a ver com a Aged, não tivemos dúvidas em apresentar a marca para vocês.

insecta-shoes-estilo6

insecta-shoes-estilo7

insecta-shoes-estilo8

A palavra-chave da Insecta é reaproveitamento. A ideia é aumentar a vida útil do que já existe, de modo criativo e descontraído. Peças de roupas usadas são garimpadas ao redor do mundo e, através de um processo artesanal, são transformadas em sapatos exclusivos. Diferentes tecidos e estampas de modelitos antigos transformam-se em oxfords e botas com acabamento vegano, ou seja, sem o uso de matérias-primas de origem animal. Devido ao processo de produção, nenhum modelo se repete, o que vai deixar seu look com um toque de exclusividade!

Insecta Shoes:

Fotografia:  Carina Wallauer – Insecta Shoes 

Siga-nos também no Facebook e Instagram e confira as novidades sobre moda e comportamento para fashionistas experientes. #AgedFashionFolks!

Inspire-se com o estilo de Nick Wooster

NICK WOOSTER (54), um ícone de estilo admirado por muitos jovens e senhores pelo mundo afora, foi escolhido para estrear a categoria “Estilo – Homens” aqui da Aged Fashion Folks. Como você já deve saber, moda e comportamento para homens e mulheres acima dos 40 anos é a nossa praia, e desta vez escolhemos falar de um “cinquentão” super requisitado.

Estilo Nick Wooster

O tempo de carreira de Nickelson (Nick) Wooster no mercado da moda ultrapassa os 25 anos. Bergdorf Goodman, Barneys New York, Neiman Marcus e Thom Browne são algumas das empresas e marcas de luxo que compõem seu currículo. Um Aged que passou por diversas experiências profissionais na área da publicidade e da moda e, além de fashionista, é jornalista, um grande homem de negócios e um grande diretor criativo. Em outro post podemos falar mais sobre a carreira de Nick, mas hoje a ideia é mostrar um pouco do estilo deste “macho alfa do street style americano”, como foi chamado pela GQ Magazine.

Estilo Nick Wooster

Estilo Nick Wooster

Alguns dos elementos que mais aparecem no estilo Nick Wooster são:

  • Botas
  • Tênis e slip-ons
  • Brogues – aqueles sapatos artesanais com furinhos que acompanham a costura (da “família” dos oxfords)
  • Óculos escuros
  • Peças em alfaiataria
  • Camisas oxfords
  • Não tem medo das cores – usa rosa, vermelho, lilás e estampas, inclusive nos calçados
  • Jeans e sarjas
  • Saruel
  • Bermudas e calças cropped (destas que mostram a canela)
  • Bolsas e pastas
  • Blazers de modelagem e ajuste perfeitos
  • Cabelo – hoje com topete – naturalmente branco
  • Bigode – e às vezes barba

Estilo Nick Wooster

Não podemos deixar de falar das tatuagens de Nick, que tem os braços fechados por desenhos em cores e a meia perna direita fechada por traços em preto. Ouvimos por aí que a tattoo da perna nunca foi terminada, acabou ficando apenas com o traços, pois ninguém avisou nosso cavalheiro que a dor para tatuar esta região era muito pior que a dor para tatuar os braços!

Conhece algum senhor ou alguma senhora fashionista? Manda para a Aged via e-mail – contato@agedfashionfolks.com – ou clique aqui para usar o formulário de contato.

Siga-nos também no Facebook e no Instagram. Por lá você pode acompanhar muitas outras fotos inspiradoras de Nick Wooster e de vários outros nomes da moda.

Fotos: reprodução 

Inspire-se com o estilo de Linda Rodin

Bonjour, folks!

Para inaugurar a categoria “Estilo” na Aged Fashion Folks escolhemos: LINDA RODIN! Os cabelos naturalmente brancos estão entre as suas características mais marcantes. Hoje, na casa dos 60 anos, Linda atrai os mais diversos olhares e garante que não leva muito tempo para se arrumar, já que gosta de colocar os pés para fora o mais rápido possível quando tem que sair. É empreendedora, stylist de nomes famosos e já foi modelo e editora de moda da Harper’s Bazaar. Sua marca de cosméticos de cuidados com a pele e cabelo, a Olio Lusso, teve início na cozinha de casa, em 2007, quando Linda testava óleos para cuidados com a pele. Deu tão certo que o produto passou a ser vendido em lojas selecionadíssimas, ganhando destaque também nas revistas.

Linda Rodin

Estilo de Linda Rodin

Estilo Linda Rodin

Linda Rodin

Nos anos sessenta impressionou com seus cílios de Twiggy, com suas botas over-the-knee, com seus maxi casacos e saias. Hoje alguns dos itens que mais aparecem no visual deste ícone da moda depois dos 60 são:

  • Óculos! – nunca muito discretos
  • Jeans – em calças ou camisas
  • Outros acessórios – destaque para os anéis e pedras
  • Alfaiataria
  • Peças em couro
  • Saias evasê
  • Calçados mais confortáveis, como botas de cano médio sem salto ou com saltos médios robustos, sapatilhas e tênis!
  • Batons em cores quentes – principalmente os pinks e os vermelhos
  • E seu silver poodle - tão elegante quando ela

Os cabelos quase sempre ficam presos – penteado que parece fazer parte dos seus looks diários.

Estilo de Linda Rodin

Boatos de que os únicos produtos que Linda usa na pele e no cabelo são: RODIN Olio Lusso e…. um batom. É aí que sua famosa frase fica confirmada: “There is beauty in simplicity.” (Há beleza na simplicidade)

Siga-nos também no Facebook e no Instagram. Por lá você pode acompanhar muitas outras fotos inspiradoras de Linda Rodin e de vários outros nomes da moda.

Fotos: reprodução